Portes grátis para Portugal (excepto envios à cobrança)
  • Uma Solidão Demasiado Ruidosa

Uma Solidão Demasiado Ruidosa

5,55 €  
IVA incluído
O produto encontra-se sem stock.

Uma Solidão Demasiado Ruidosa
Bohumil Hrabal 

118 páginas

Capa mole

Dimensões: 147 x 209 x 7 mm

ISBN: 9789723602821

Afrontamento

 

-

 

"Parecendo remexer, escavar a realidade quotidiana à procura da mais pequena partícula de beleza contida nos seres e nas coisas, Bohumil Hrabal acaba por ser um cronista malicioso e um caricaturista comovente", diz o jornal Libération sobre este autor a quem Kundera chama "uma das incarnações mais autênticas da Praga Mágica".
Apesar da sua obra ter sido proibida a partir de 1968, na então Checoslováquia, não deixou de ser um dos autores mais lidos no seu país, através de edições publicadas e distribuídas à revelia do sistema.
Tal como o autor nos anos 50, o herói deste livro, Hanta, trabalha na cave de um depósito de reciclagem. Trabalha com uma velha prensa e os seus dias passam-se a comprimir livros e papéis. Mas antes de os destruir, Hanta não pode deixar de observar o que lhe passa pelas mãos: folhear esses livros dá um sentido à sua vida.
A instalação de uma cadeia automática capaz de destruir e comprimir livros em enormes quantidades, e a invasão da sua cave por jovens operários-modelo indiferentes que alegremente alimentam as máquinas ultramodernas - evocação da realidade pós-68 - tornam inútil a função de Hanta.
Este livro não consegue ler-se sem um sorriso nos lábios, ao mesmo tempo que um nó se aperta na garganta.

×