Portes grátis para Portugal (excepto envios à cobrança)
  • Só a castidade é natural

Só a castidade é natural

10,00 €  
IVA incluído

POEMA (não tem título):

 

hodie mihi, cras tibi

não mais o Anho rubente

na muralha do teu pipi

berbequim ou mão dormente

com alguma quota de dano

desaba a flama sob o prazer

o basilisco desentope o cano

no exercício de torcer

do início ao fim da fila

ao invés de samovar e açucena

aproveito para coçar a pila

com uma pena

 

Douda Correria#116

Só a castidade é natural – Rui Nuno Vaz Tomé

(introdução de Nunes da Rocha/ capa e ilustrações de Rita António/ composição de Joana Pires)

Rui Nuno Gomes Leal Vaz Tomé a.k.a. o Mamute da Junqueira. Tem 1m82cm e 77 kg. Pai de filha e bom marido de boa mulher.  Há quem diga que é o maior poeta português vivo, mas também há quem refute que é o maior cantor brasileiro morto. Nos tempos livres, fuma. Nos tempos ocupados, tenta deixar de fumar. Não tem grandes ambições literárias, mas tem mais três livros prontos. Talvez essa nova trilogia (“Como Não se Suicidar em 50 dias”; “Diário de um Otário”; e “Milho-Rei”) lhe possa, finalmente, proporcionar a tão ambicionada reforma.

×