Portes grátis para Portugal (excepto envios à cobrança)
  • Nos Passos de Etty Hillesum

Nos Passos de Etty Hillesum

20,00 €  
IVA incluído

Nos Passos de Etty Hillesum
Filipe Condado / José Tolentino Mendonça

Documenta, 2021
2ª edição revista e aumentada

-

José Tolentino Mendonça: «Filipe Condado é o primeiro autor a concretizar aquilo que está mais perto de ser um projecto de fotobiografia [de Etty Hillesum].»

 

[…] fui desafiado pelo José Tolentino Mendonça a participar numa peregrinação à Holanda — Nos Passos de Etty Hillesum —, organizada pela Capela do Rato em Lisboa. Propósito: não apenas conhecer a sua vida e os seus lugares, mas sobretudo entrar na sua espiritualidade e deixar-se transformar por ela.

Além de integrar o grupo como peregrino, tinha a missão de produzir um registo fotográfico que pudesse, mais tarde, com uma escolha de textos do seu Diário, vir a ser materializado num livro ou numa exposição. […]

Em Amesterdão hospedei-me perto da casa da Etty, pois queria fazer daí o meu ponto de partida.

No primeiro dia, noite adentro, percorri inúmeras vezes o caminho entre a sua casa e a casa de Julius Spier («o parteiro da sua alma»). Esperava com isso encontrar inspiração, mas nada acontecia. Ao frio e debaixo de chuva, senti-me como um mendigo perdido pelas ruas de Amesterdão. Numa das voltas, sentei-me naquelas escadas do n.º 27 da Courbetstraat, onde Etty também se terá sentado a absorver os progressos que o seu coração ia fazendo. Mas nem aí me saía nada. Senti que era tudo demais para mim.

Voltei ao caminho e, a dada altura, percebi que a chuva intensa me conduzia o olhar para o chão, impedindo-me de ver o que se passava à minha volta.

Levantei a cabeça como quem deixa de olhar para dentro e comecei a fixar-me no interior das casas. O escuro da rua e o enquadramento das próprias janelas criavam a ilusão de estar no cinema a ver filmes de vidas reais: amigos à volta de uma mesa; casais aconchegados no sofá; crianças de pantufas aos saltos na cama. Cenas familiares de um quotidiano feliz e tranquilo.

Quando cheguei de novo a casa da Etty, também olhei para dentro, mas estava tudo apagado.

Então, senti que tinha diante de mim o seu legado. […]

Ela, como ninguém, ensinou-me a importância de exercitar a gratidão.

Ela, como ninguém, mostrou-me que é o facto de esperarmos um destino comum que nos faz cúmplices e irmãos na aventura do caminho.

[Filipe Condado]

 


Tradução: Ana Leonor, Maria Leonor Raven-Gomes, Patrícia Couto
192 (a cores)

×