Portes grátis para Portugal (excepto envios à cobrança)
  • Canções de embalar belos planetas cansados

Canções de embalar belos planetas cansados

12,00 €  
IVA incluído

de Rui Almeida Paiva

Faixa 1 

No meu tempo uma linha curva acompanhava
a estrela solar:
meio círculo até ao ponto final do horizonte
um novo meio círculo imaginário começando
do ponto final do pôr do Sol
Acumula tantos círculos como dias
o senhor doutor
Ó senhor doutor
venha aqui assistir ao círculo ancestral
rodopiante
ali vai ele
senhor doutor
Apresento-lhe o bêbado absoluto
Este homem frequenta o agora há anos
Amanhã
Hoje
Eternamente alegre
Deixa-se levar pelo pulsar das correntes
Mergulhado na espiral do momento imperturbável
Hoje
Todos os dias
Pulando de agora em agora
Os astros recuam dois passos solenes
para o deixarem passar
(Neste momento passa em silêncio pelas minhas
costas. Sinto o seu bafo quente e doce percorrerem-me
o pescoço)
O bagaço afasta-lhe os lábios
e as palavras
tornando-as imparáveis
Ó senhor Doutor
o hoje não alcançará o amanhã
enfiado no seu lúdico carrossel cósmico
em alta velocidade
O agora alonga-se
Caro senhor doutor
O senhor que é esplendorosamente elegante
e aborrecido
Venha
O carrossel vai arrancar de novo
Não quer vir?
O cavalinho cor de rosa está livre
Faça favor
A viagem vai começar
Ouvidos em riste
Vem aí o discurso do bêbado
E do universo

×