Portes grátis para Portugal (excepto envios à cobrança)
  • Ainda Ontem

Ainda Ontem

24,90 €  
IVA incluído

SKU: 9789898872999

Ainda Ontem
de Samuel Joseph Agnon

E-Primatur, 2022
9789898872999

A obra-prima do Prémio Nobel israelita traduzida pela primeira vez em Portugal.No começo do século xx, judeus de toda a Europa, pressionados pelas convulsões políticas e pela Primeira Guerra Mundial, arriscam tudo e seguem o movimento sionista que os impele para o regresso a Israel.Publicado originalmente em 1945, este romance épico segue o percurso do jovem Isaac Kumer, desde a pobreza que vive na Galícia-polaca (então Império Austro-húngaro) até chegar à Palestina, uma saga sobre o difícil confronto entre o sonho e a realidade.Agnon utiliza um estilo único, que recria a linguagem das histórias da Bíblia, conferindo assim à narrativa uma carga quase mitológica que prende o leitor ao desenrolar dos acontecimentos.Com uma ironia suave e uma profunda reflexão sobre a existência humana, Isaac tenta repetidas vezes, e através das mais diversas formas, alterar o rumo da sua vida, mas dá por si sempre na posição contrária àquela que pretende.A tradução, do hebraico, é da tradutora premiada Lúcia Liba Mucznik.«O desejo de uma religião antiga, com aspirações políticas modernas e sonhos pessoais de liberdade cruzam-se neste romance... Ao contrário de muitos pioneiros que largaram tudo para construir uma vida nova em Israel, Agnon tentou levar toda uma vida a fazê-lo. Por isso, a sua escrita está cheia de referências e é imensamente alusiva. E este é um dos triunfos da prosa de Agnon... O Autor é assombrado por uma mistura de vergonha e de orgulho por ser um intelectual numa terra de agricultores, um escritor numa nova cultura fundada sobre um sonho de labor físico. Estes e outros paradoxos fizeram de Agnon um dos grandes escritores modernos.» – Jonathan Rosen, New York Times Book Review«Um triunfo gigantesco. A par da Dublin, de Joyce, ou da Berlim, de Döblin, Agnon oferece-nos a história de duas cidades: a Jaffa secular, um centro cultural e comercial, e a sagrada Jerusalém, massacrada pela poeira, pela pobreza e pela seca, lar da mais simples das fés e do mais fanático dos extremismos.» – Morris Dickstein, Times Literary Supplement«Agnon criou a linguagem da moderna literatura hebraica... O seu romance tem uma qualidade folclórica análoga às atrevidas simplificações de Chagall, desvelando os resíduos arcaicos que assombram o superficial desencanto com a modernidade.» – Publishers Weekly«Os críticos adoram interpretar e descodificar Agnon, cujo universo literário e mitológico se tem revelado alimento para inúmeras teses, ensaios, artigos e livros. [...] Surge agora a tradução da sua obra-prima, um romance imenso, vasto, com um duplo enredo, cripticamente simbólico...» – Susan Miron, The Philadelphia Inquirer«Uma visão dilacerante de Deus e do homem, do Sionismo e da histórica judaica, do desejo e da culpa, da linguagem e do significado. Um romance que merece ser comparado a O Processo, de Kafka.» – Robert Alter, Los Angeles Times Book Review «Esta é uma das obras centrais da moderna cultura judaica, fascinante e cativante.» – Alan Mintz, The Forward «Há lampejos de observação humana aguçados como uma faca... mas também há deleite, tristeza, asco, sobranceria, piedade, crueldade e toda uma panóplia de outras mais emoções e estados de espírito tão opostas quanto confluentes. Este é claramente uma obra apaixonada.» – Dan Jacobson, The New York Review of Books«Um romance que parece um saco de gatos: imenso, cheio de clarividência e poesia, com propensão para um certo surealismo, para não dizermos, para a mitologia, minucioso e até precioso no seu estilo, discursivo, e todo ele relatado com tal mestria e inteligência que abre, para os que nele a procurem, um universo de interpretações, e, para os que buscam uma narrativa mais linear, também lá a possam encontrar.» – David Pryce-Jones, The Spectator«Uma obra prima do picaresco pelo prémio Nobel que é, muito provavelmente, o maior narrador da língua hebraica. Um dos melhores romances do século XX.» – Kirkus Reviews«O épico brilhante sobre a busca da Terra Prometida empreendida por um homem simples. A obra é tão rica e significante, tão real e ao mesmo tempo estranha, que, apesar de figurar no cânone das grandes obras do século XX, não surpreende que ninguém tivesse ainda aceite o tremendo desafio de a traduzir.» – Tova Reich, Washington Post Bookworld«O romance é povoado por personagens cativantes e pleno de episódios espantosos. O seu estilo é único e irresistível.» – Gerald Kaufman, Sunday Telegraph«Ainda Ontem foi publicado originalmente em 1945 mas continua a ser tão pertinente hoje como nessa altura.» – Alexander Zvielli, The Jerusalem Post
×