Portes grátis para Portugal (excepto envios à cobrança)
  • Rosas

Rosas

Repetir. Repetir. Repetir. Repetir.

A importância de um gesto está sempre na repetição. Um gesto
isolado pode muito bem nunca ter sentido.
A importância de um gesto está sempre na repetição. Um gesto
isolado pode muito bem nunca ser sentido.
A banalização de um gesto está sempre na repetição. Um gesto
repetido pode muito bem já não ser sentido.
A banalização de um gesto está sempre na repetição. Um gesto
repetido pode muito bem já não ter sentido.

 
 
Rosas

de Dulce Maria Cardoso
 
(capa e desenhos de Alice Geirinhas / composto por Joana Pires)

×