Portes grátis para Portugal (excepto envios à cobrança)
  • Ninguém Vai Poder Dizer Que Eu Não Disse

Ninguém Vai Poder Dizer Que Eu Não Disse

«cresces a boca quando choro: ABRA OS OLHOS FECHE OS MEUS GRITE UNS OUTROS. crescem pinheirinhos e tuas batatas ao chão. cresces sob minha luva vazia cresces detrás do pão de abóbora: DESVERTEBRARAM UMA CANÇÃO. cresces a roupa quando choro teu nome de tábuas e vertentes: O PENHASCO É MEU BEM.»

 
Ninguém vai poder dizer que eu não disse – Vol.1
de Carla Diacov
(capa e grafismo de Joana Pires)

×