Portes grátis para Portugal (excepto envios à cobrança)
  • Filha Febril

Filha Febril

«O lobo comeu o colibri.

Agora, quando abre as mandíbulas,

o canto da avezinha escapa-se-lhe

o colibri é o lobo

e o lobo é o colibri.

 

Também o colibri pode comer o lobo

porém, ao abrir o bico,

morrerá com o uivo.»

 

Filha Febril

de Catarina Santiago Costa

(capa de Maria Da Luz Rivara/ composição por Joana Pires)

×